41 3362-9438 41 3362-9595 41 99125-9595

Vários aspectos da vida de uma mulher descobrindo seu verdadeiro caminho.  Os caminhos se revelam, se cruzam, se confundem dentro de um mapa – o mapa do seu mundo. Em  cada território se revela uma parte de sua história. 



 Os caminhos da personagem se revelam, se cruzam, se confundem dentro de um mapa – o mapa do seu mundo. Em  cada território se revela uma parte de sua história. Utilizando-se de um humor sarcástico, o espetáculo navega por esses inúmeros matizes que conformam uma mulher, chegando ao ponto de revelar seu outro lado, a mulher ao revés. Se uma aceita seu rol e seu papel na sociedade, a outra aparece para contestá-lo, para desmascarar-se a si mesma. Esta se atreve a dizer “não” e mostra que uma mulher pode ver e encarar o mundo de cabeça para baixo, mas sem  baixar a cabeça.

O conto da “Cinderela” serve de guia para percorrer os territórios propostos.  A eterna espera por alguém que venha resgatá-la, a identificação com o sofrimento e a dificuldade de enfrentar seus medos e inseguranças são alguns dos pontos que ligam o conto com esse contar.   O espetáculo usa poucos elementos cênicos, uma peneira e alguns acessórios que vão situá-la no espaço e criar o ambiente por onde circula; no entanto incorpora recursos do teatro de bonecos e do teatro físico.

A encenação foi desenvolvida em uma imersão, trazendo o trabalho autoral da atriz Rosimari Jacomelli, sob a direção de Letícia Guimarães, em conjunto com as experiências do diretor e coreógrafo paraguaio Wal Mayans, que compartilha com o grupo do Abração a pesquisa de Primigenia teatral desde 2008. Wal Mayans é oriundo da primeira turma de artistas da Antropologia Teatral de Eugenio Barba e há mais de 30 anos segue sua investigação em teatro e dança, por diversos países.

Rosimari Jacomelli é atriz brasileira, atualmente radicada na Argentina e tem como escopo de trabalho o teatro físico e a experiência do teatro de animação, partilhada por muitos anos com o afamado titiriteiro Sergio Mercurio. O espetáculo O Mapa do Meu Mundo é uma iniciativa privada dos artistas que compõem a R.J. Mercurio Produções, a Cia. do Abração, de Curitiba e teve o apoio da Cia. Hara Teatro, do Paraguai e da Cia. Yepocá, de Minas Gerais. 

 

Histórico do espetáculo:

Este espetáculo é uma iniciativa privada dos artistas que compõem a R.J. Mercurio Produções, a Cia. do Abração, de Curitiba e teve o apoio da Cia. Hara Teatro, do Paraguai e da Cia. Yepocá, de Minas Gerais e teve sua estreia em 26 de julho de 2013, na Sala de espetáculos Simone Pontes, na sede da Cia. do Abração, em Curitiba. Ainda em 2013, Apresenta-se em Buenos Aires, no TEATRO DE LAS NOBLES BESTIAS - 04, 12 E 19 DE OUTUBRO DE 2013.

Em 2014, apresenta-se em Buenos Aires, no GALPÓN DE DIABLOMUNDO - 22-02-2014 e participa da 1ª Mostra Internacional de Solos, em abril, no Festival de Curitiba. Em Maio, participa do Festival Nacional de Teatro de Chapecó – Edição 2014.

Novembro de 2016  - Prêmio Arte Paraná - Pinhais/PR e em Paranaguá/PR.